20.2.07

Rocky Balboa




Tenho que começar por dizer que não gosto particularmente de Silvester Stallone, quando olho para ele penso logo numa experiência ciêntifica falhada... qualquer coisa assim próxima dum Frankstein dos tempos modernos. Acho-o feio, com uma dicção horrosa e quanto às suas interpretações.... tem dias!

Os primeiros Rocky's não foram filmes que me deixassem algumas recordações... nem boas nem más, simplesmente esqueci esses filmes. Reconheço que o primeiro filme teve algum (grande) impacto, mas nunca me senti muito atraída. Pelo contrário, este filme surpreendeu-me pela positiva....

Mais do que a continuação da saga Rocky este filme parece-me uma biografia da vida de Stallone... um grito de "Eu estou aqui e ainda posso fazer cinema"... Stallone tal como Rocky está velho... passaram 30 anos desde que Rocky desapareceu dos ringues e passaram 30 anos por cima de Stallone... está velho e não o esconde neste filme, este filme é feito à medida para ele...

A história:

Passaram 30 anos, a sua mulher morreu com um cancro (ha 5 anos), dor que ele nunca conseguiu superar... a sua relação com o seu filho praticamente não existe, tem um pequeno restaurante onde conta histórias dos seus tempos aureos e onde as pessoas vão para as ouvir e tirar fotos com o antigo campeão... vive de recordações, é um homem triste e solitário. Continua a amar os animais como nos primeiros filmes, continua a ter um coração enorme, é um "dinossauro", todos o conhecem, o querem cumprimentar ou ter um autógrafo seu... mas a sua vida não tem grande sentido.

Todas as manhãs se senta numa cadeira no cemitério, fazendo "companhia" à mulher que continua a amar e na expectativa que o seu filho os vá visitar. No aniversário da morte da mulher faz um "tour" por todos os lugares que partilhou com ela e que como ela já " morreram", a pista de gelo, a loja dos animais, toda uma vida que ficou para tras. Na vida de Rocky, os seus adversários são apenas os seus proprios "fantasmas".

Um programa de televisão mostra uma simulação por computador sobre um confronto entre Rocky e o novo campeão mundial, Mason Dixon, que conta com 33 combates e 33 vitórias. O computador contra todas as espectativas dá a vitória a Rocky e em consequência gera-se grande expectativa no meio do boxe. Rapidamente Rocky é contactado para passar do virtual ao real e ai começa a história deste filme e o desfecho desta saga que contou com 6 episódios.

Rocky regressa da reforma para o ringue para um ultimo combate. Dada a sua idade já avançada, o que se pretende é um combate "espectaculo", mas Rocky decide dizer que ainda está vivo... Assistimos à sua preparação, enquanto vamos também vendo o seu relacionamento estreitar-se com uma mulher que ele ajudou quando era ainda uma criança, a amizade entre ele e o filho dessa mulher e a tentativa de recuperar o amor do seu filho que não quer ser conhecido como o "filho de Rocky Balboa"...

No fim Rocky termina com um empate... mas isso para ele nem sequer é importante, ele nem sequer espera pela decisão dos juízes, o Rocky já ganhou porque conseguiu dizer que está vivo.... e Stallone também ganhou porque conseguiu voltar com um filme bom de novo ao cinema.

Curiosidade: Sylvester Stallone nasceu com um nervo facial destruído, que lhe paralisou parte dos lábios, da língua e do queixo, deixando-o com aquele olhar e falar à pedrada que o transformaram num mito. Com pouco mais de 10 anos, a “escola para deficientes” que frequentava colocou na sua ficha que o seu desfecho mais provável seria a pena de morte.

Sage Stallone, filho de Sylvester Stallone, recusou-se a interpretar mais uma vez o personagem Rocky Jr., o qual havia interpretado em Rocky V (1990). O motivo foram obrigações que possuía junto à produtora Grindhouse Releasing.

A HBO (rede de televisão privada que transmite habitualmente combates de box) autorizou a filmagem de uma cena em que Rocky entra na arena lotada e anda pelo corredor até chegar ao ringue. Já no ringue Stallone levantou os braços e o 14 mil presentes gritaram o nome de Rocky.

8 comentários:

ALEXIA disse...

Não sei se aguento mais um Rocky!!!!

beijos

Anónimo disse...

Olá Gio! Eu fui ver o filme no Domingo como podes confirmar no meu blogue. Eu gosto do Rocky mais por causa do boxe, de ver o treino dele...Dá-me muita pica porque faço artes marciais! Beijos

branquinha disse...

Fui eu que escrevi o último comentário!

Ana disse...

Ja vi esse filme, Meu Deus, que pesadelo!!!

ALEXIA disse...

não há novidades aqui??????????
WHY???????????

MissFramboesa disse...

Cá to eu...ja andei pelas receitas, mas cm a ultima é proibitiva...eh eh eh...vim-me lg embora!
Ahhh...ja fiz a soja granulaa...eh eh eh...finalmente acabou a outra q eu tinha feito da outra vez...lol...

Olha num sei se v ver este filme pq eu nem sequer me lembro dos rockys antigos...aliás...num v ver no cinema, tenciono ver em casinha...a ver se junto aos filmes na forja...

tive a ver as tuas escolhas de musica...eu adoro a she...adoro pahhhhhhh..e acho q o gajo fala de mim...eh eh eh

bem, gostei mt deste canto e v cá voltando ;)

bjokasssss

alex disse...

puta ´só um cara como rocky para passar tudo isso e venccer. esse é foda e luto muita para conseguir tudo que tem hoje. (Rocky Balboa é o cara)

alex boy disse...

puta ´só um cara como rocky para passar tudo isso e venccer. esse é foda e luto muita para conseguir tudo que tem hoje. (Rocky Balboa é o cara)