24.5.07

Um perfeito estranho



Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket


“Um perfeito estranho” é um thriller interessante, daqueles que começamos a ver e achamos logo que o final não pode ser aquele que parece evidente, mas ainda sim conseguimos ficar surpreendidos com o desfecho.

A História:

A protagonista é Rowena (Halle Berry), uma jornalista bastante empenhada na sua carreira e especialista em descobrir segredos obscuros e matérias que possam por em risco a carreira de gente importante.... um dia, depois de um artigo que ela conseguiu e que iria ser uma verdadeira “bomba”, sobre um Senador homossexual, ter sido impedido de ser publicado porque ele tinha conhecimentos dentro do jornal, ela fica furiosa e despede-se.

Ao regressar a casa, é interpelada por uma amiga de infância que ela parece não ter grande prazer em rever... A amiga confidencia-lhe que esteve envolvida com um homem muito famoso no mundo da publicidade, Harrison Hill (Bruce Willis) e pede-lhe que ela escreva um artigo sobre ele, denunciando a relação deles. Ela não se mostra nada interessada mas a amiga praticamente obriga-a a receber uma troca de correspondência via internet entre eles, dizendo-lhe que ele a abandonou, que é casado e que ela quer vingança...

Já fora do jornal ela pede a um amigo que ainda lá trabalha e que é perito em informática que investigue o caso, mas aparentemente sem grande interesse na matéria... só que uns dias depois a mãe da amiga liga-lhe a dizer que a filha desapareceu e quando ela tenta encontrá-la, depara-se com a amiga, morta de uma forma bastante violenta, na morgue Municipal. Aí, e sabendo que a amiga estava grávida, Rowena pega no caso a tempo inteiro de forma a conseguir descobrir se foi Hill que ao ver-se pressionado a assassinou.

Consegue um emprego como temporária na empresa de publicidade de Hill (ai que nos filmes é sempre tão fácil conseguir emprego onde se quer e quando se quer...) e logo por sorte vai mesmo trabalhar directamente com ele... enfim, são filmes. Não perde tempo em começar a seduzi-lo pessoalmente, ao mesmo tempo que começa também a ter conversas com ele no mesmo chat onde a amiga o tinha conhecido, sob um nome falso para ver até onde ele vai. Ai vivem algumas cenas de intenso sexo virtual, que ela até não desgosta de todo....

À medida que se vai integrando na empresa começa a ver que tanto ele pode ter cometido o crime para se livrar dela, como a sua mulher muito ciumenta e possessiva, como a sua assistente, mulher fria e apaixonada pelo patrão, visto que na autópsia se descobre que o que matou Grace foi um “principio activo” de um medicamento que serve para anestesiar e dilatar as pupilas.... quem usava esse medicamento era a mulher de Hill para fotografar olhos, o que era o seu passatempo... e quem ia buscar o produto era a sua assistente, à empresa que pertencia a familia...

E claro que como thriller que é, nada pode ser fácil e a expectativa é para ser criada até ao fim do filme.... pistas falsas, caminhos que não levam a lado nenhum, segredos e mais segredos, desconfiança permanente de tudo e de todos, motivações diversas para que todos tenham uma razão para querer a morte de alguém, para que no final e em poucos minutos venhamos a saber a verdade, o porquê e o quem....


O desfecho.... contém o final!!



A partir daqui e como já é costume eu conto o final do filme senão rebento, ehehehehe. E então a pergunta que fica é....


Até onde alguém consegue chegar para esconder um segredo?????


Com o avançar das investigações Rowena acaba por descobrir que o seu amigo Miles que a está a ajudar nas investigações também andou com a sua amiga Grace que morreu, o que ela considera uma traição visto que ele nunca lho contou e aí.... também ele passa a ser um possível suspeito.... mas Miles sempre foi apaixonado por ela Rowena... e ela que sabia isso sempre usou essa paixão para o seu próprio interesse... afinal também ele é capaz de ter segredos....

E entretanto porque é que ela não ficou muito feliz de ver a sua amiga??? Porque Grace a tinha traído com o seu namorado há um ano antes.... e Miles sabia de tudo, e foi ele quem a apoiou e lhe deu alento.... então se ele sabia que Grace não prestava, porque é que depois foi andar com ela e ainda por cima lhe escondeu?

Entretanto ela já tinha perdoado o namorado traidor e já andava a sair com ele outra vez às escondidas de Miles.... só que um dia ele atrasou-se a sair de casa e viu-os juntos... então ela também lhe andava a esconder alguma coisa, a ele que sempre lhe dedicou todo o seu tempo e atenção.... porquê ???

Miles decepcionado conta-lhe que o namorado dela foi chamado à Policia para fazer testes de ADN para saber se era o pai da criança de Grace.... então se ele foi chamado, ele poderia ser o pai do bebé da amiga???? Mas como se eles não se viam há mais de um ano????? Então ele continuava a sair com as duas? Afinal parece que mais alguém tem segredos.....

Entretanto Rowena decide tirar tudo a limpo e vai a casa do seu amigo. Como ele não está, ela abre a porta e descobre uma divisão secreta onde ele guarda todos os seus fetiches que passam por fotos dela, fotos de mulheres nuas com a cara dela, screensavers no computador com a voz dela... mas pior que tudo, ela descobre que as conversas em chat que ela pensava estar a ter com Hill afinal estavam a ser filtradas por Miles e era ele que tomava o seu lugar para assim poder extravasar a sua paixão por Rowena...

Mas afinal Rowena também tem um segredo.... e o seu amigo Miles já o descobriu... e quando ela já em casa se prepara para deitar pelo cano da banheira abaixo o tal medicamento para dilatar pupilas.... ele entra e surpreende-a... fragilizada ela conta-lhe tudo o que ele já sabe (mas nós não.....)

Rowena era violada pelo pai quando era criança... e quando a mãe descobriu tentou parar aquilo e pô-lo na rua, mas como ele se tornasse violento, ela bateu-lhe com um candeeiro acabando por o matar... as duas decidiram enterrá-lo no jardim e dizer a toda agente que ele tinha desaparecido.... mas a sua amiga Grace estava à janela e viu.... a partir daí ela tornou-se inseparável de Rowena... só que em vez de ser por amizade, ela chantageou-a a vida toda, perseguindo-a, torturando-a e tirando-lhe tudo o que tinha, incluindo namorados e amigos...

Quando Grace foi ter com ela para lhe entregar as conversas entre ela e Hill não lhe foi pedir ajuda.... foi obrigá-la a fazer o artigo que o envolvesse no escândalo... fazia parte da chantagem... Só que Rowena quando começou a investigar sobre a vida de Hill e da familia e descobriu que a mulher dele usava aquele anestesiante que usado nas proporções erradas poderia ser letal, achou que poderia estar aí a solução de todos os seus problemas.... matar Grace usando o medicamento e com base nos mails que ela tinha em seu poder e mais um envolvimento que ela se preparava para ter com o empresário, conseguir incriminá-los, envolvê-los no escândalo da morte da “amiga” e assim poder viver o resto da vida sem medo (ela e a sua mãe que se encontrava internada num lar meio “passada” pelo que tinha feito)...

Depois de confessar tudo ao seu amigo, longe de encontrar compreensão e um ombro, ele de imediato iniciou também uma chantagem dizendo que ela tinha que pensar no que lhe iria fazer ou dar para que ele se calasse.... mas Rowena não ia passar por tudo de novo... rapidamente agarrou numa faca da cozinha onde se encontravam e matou Miles.... de seguida pegou no telefone e chamou a policia para ir lá a casa porque tinha sido atacada por um colega de trabalho.....

E seria o fim de história..... não fosse um vizinho estar a espreitar pela janela da cozinha nesse momento e ter assistido a tudo..... há pessoas que não têm mesmo sorte na vida, ahahahahahah

4 comentários:

Alexandre disse...

Bom, fiquei elucidado!!! Muito elucidado com a tua crítica do filme! É assim: pelo meu trabalho conheci muitos desses sonantes críticos de cinema da nossa praça, desde os do Expresso aos do Público, DN e outros. E por conhecer muitos deles é que me tornei «crítico» dos críticos de cinema. Acredito na cultura cinematográfica deles - não está isso em causa - mas quando quero uma opinião sobre um filme quero que me falem sobre esse filme - como tu fizeste - e não que me falem de todos os filmes que o realizador fez, em todos os filmes em que fulano foi director de fotografia ou que o produtor teve uma dor de barriga no take 24 de determinado filme...

Por isso gostei da tua crítica! Muito!!! Afinal, vives onde? Envia-me um mail:
alex.gandum@gmail.com

Beijinhos!!! Muitos!!!

david santos disse...

Obrigado, amiga, muito obrigado pelo carinho e paciência que tens tido comigo.
É claro que eu quero que continues a ensinar-me a trabalhar com o blogue.
A parte de postar com imagens, ainda que sem grande confiança, já sei fazer. Agora, era mesmo ir recolher os prémios que muitos amigos me ofereceram e colocá-los no meu blogue.
Mas não precisas de te preocupar. Nesta altura ando em exames. Depois este caso da menina Madeleine, não me tem deixado em paz. Estou sempre a ver os meus netinhos, uma de 20 meses e outro de 9 anos. Ando muito preocupado com eles. É que o que acontece aos outros também pode acontecer a nós.
Não consigo fazer postagens no meu blogue, sem que ela apareça. Não posso, de forma alguma, colocá-la em segundo plano no meu blogue. Não consigo. As minhas visitas, que rondavam entre as 350 a 600 por dia, estão a cair drasticamente, mas não importa. Quero fazer tudo o que estiver ao meu alcance. Este blogue é frequentado por pessoas de todo o mundo por isso acho que ele se deve manter a fazer este trabalho.
Agora, quando eu acabar os exames, que terminam na próxima terça-feira, caso não te importes, vou te pedir para darmos andamento ao resto do trabalho.
Parabéns e muita saúde para os teus.

David Santso

o alquimista disse...

Os teus pés são navegantes na espuma, o teu cabelo dança em descuidada ironia, suave viagem de ondulante onda em tua boca, duas sílabas sopradas em mágica melodia...


Bom fim de semana


Doce beijo

Verde disse...

Cada gota é uma nota
Que seduz o coração
De quem ouve o marulhar
Escorrer em sua mão

Estalam as folhas no alto
No afago de suave vento
Alguma se irá soltar
Dando tom ao sentimento


Profético beijo